Filha de Gugu chama de ‘coisa’ carro que vale no mínimo R$ 210 mil

Sofia Liberato, filha de Gugu Liberato, reclamou que a tia, Aparecida de Fátima Liberato Caetano, não permitiu que ela comprasse um Porsche, carro com o qual “sonhava”.

A declaração foi dada em vídeo do processo que vazou na quarta (25) e repercutiu nas redes sociais, porque a filha de 17 anos do apresentador não ficou satisfeita com o carro que comprou.

Ela tem na garagem um Dodge Charger, que é vendido nos Estados Unidos por valores que variam de US$ 30 mil a US$ 82 mil. Em reais, o valor de veículos dessa linha pode variar de R$ 160 mil a R$ 426 mil.

Segundo a assessoria da marca no Brasil, Sofia comprou o Dodge Charger R/T, com motor V8 de 5,7 litros e câmbio automático de 8 marchas.

Com motor de 375 cv, o carro não sai por menos de US$ 40,3 mil, o equivalente a R$ 211 mil e não é vendido no Brasil.

No vídeo do processo, a filha do apresentador morto em novembro de 2019 fala exatamente sobre a questão com o carro. Ela está ao lado da irmã gêmea Marina (leia mais sobre a briga de família abaixo).

“Eu pedi para minha tia a Porsche que eu sempre sonhei em ter. Ela disse que falou com a promotora e que a mesma disse que eu não poderia ter esse carro porque era muito de luxo para uma criança de 17 anos. E eu não poderia ter também porque era muito caro. Eu achei muito estranho e procurei um carro mais barato. No final, eu acabei comprando um carro pela metade do preço do que aquele que eu queria.”

No vídeo vazado do processo, as filhas sustentam que a mãe não faz questão do patrimônio, mas quer que o relacionamento seja reconhecido e que receba um valor para poder viver. Em entrevista ao Fantástico no fim do ano passado, Rose Miriam disse não querer tirar nada que é dos filhos.

Uma Matéria do G1 (Grupo Globo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *